ÚLTIMAS POSTAGENS:

SESSÃO ORDINÁRIA DO DIA 18/08/2015



A Sessão de hoje (18), teve como Presidente em exercício o Vereador Lulu Neri (PROS). Os Vereadores que não haviam comparecido a Sessão Solene parabenizaram a Igreja Assembleia de Deus pela passagem dos seus 80 anos, mas também debateram sobre vários temas, alguns recorrentes como a inércia do DERACRE e outros novos, como, por exemplo, a denúncia do Vereador Valdor do Ó (PMDB), de que um caminhão que supostamente teria que estar atendendo os agricultores foi visto transportando tambores para serviços de asfaltamento do município. 

PROPOSIÇÕES

Do Gabinete do Vereador Vereador José Sidenir (PC do B), veio a INDICAÇÃO Nº 029/2015 para que a Secretaria de Estado de Saúde possa providenciar um médico ortopedista para o município de Tarauacá. 

Do Gabinete Vereador Valdor do Ó (PMDB), veio a INDICAÇÃO Nº 031/2015 REINTERANDO A INDICAÇÃO Nº 017/2015, na qual solicita que a Prefeitura Municipal faça um leilão de toda sucata da Secretaria de Obras;

Do Gabinete Vereador Vereador Marlindo Pinheiro (PC do B), veio o PEDIDO DE PROVIDÊNCIA Nº 040/2015 para que a Prefeitura Municipal procure resolver o problema dos moradores da antiga cracolândia. 

Do Gabinete do Vereador Mirabor Leite PEDIDO DE PROVIDÊNCIA N 041/2015 para que seja feita uma visita do Terra Legal, na comunidade São Salvador III, localizada às margens do rio Tarauacá, em terras da União, devido desentendimentos entre oito famílias naquela região.



FALAS DOS VEREADORES

O Vereador Marlindo Pinheiro (PC do B), pediu providencias em relação aquelas famílias que foram retiradas do antigo mercado dos colonos local também conhecido como cracolândia. Esses moradores que ainda não tem casas para morar estão a mercê de alugueis sociais e segundo o Vereador João Moreira (PSB), esses alugueis estão atrasados correndo o risco dos mesmos serem despejados. 

Tornou a falar que segundo a sociedade local, o Parlamento Mirim não condiz com o anseio da sociedade. Finalizou reclamando que os Vereadores foram enganados no que diz respeito à limpeza de ramais.

O Vereador João Moreira (PSB), falou de sua ida a Rio Branco com os Vereadores Mirabor Leite, Valdor do Ó e Maria José para se reunirem com o IMAC e que até agora não obtiveram resposta. O motivo da viagem foi pedir ao referido órgão que se faça um estudo para que se corte a curva do rio que está causando o desbarrancamento do bairro Luiz Madeiro. Reclamou que a rampa do mercado uma obra que foi inaugurada há pouco tempo já está quebra. Finalizou reclamando que os tratores que foram apresentados com pompa a sociedade tarauacaense por uma emenda do Senador Jorge Viana ainda não está trabalhando em prol das comunidades da zona rural.

O Vereador Mirabor Leite (PMDB), criticou as últimas inaugurações feitas pela Prefeitura Municipal alegando que não estavam prontas. Citou como exemplo novamente a creche na Rua Capitão Hipólito que tem um sério problema de esgoto colocando em risco a saúde das crianças. Sobre a quadra de grama sintética recém inaugurada acha inadmissível a mesma ser inaugurada sem uma cobertura, pois sabe que sem ela a obra não vai durar. Deixou registrado que a zona rural está esquecida tanto na agricultura como na educação.

Finalizou conclamando os Vereadores que no passado faziam protestos, a voltarem a fazer, no final de sua fala disse que não aceitará que seja cobrado um salário mínimo para cada box do mercado municipal depois que for reformado. 

A Vereadora Maria José (PSD), falou das proveitosas reuniões nos bairros para ouvir as reivindicações da população juntamente com os outros Vereadores. A Vereadora diz-se triste em saber que jovens que mal tem o que comer tem que despender R$ 2,00 para jogar futebol em uma quadra pública. 

O Vereador José Sidenir (PC do B), rebateu as criticas feita a administração. Sobre a quadra de grama sintética de emenda do Senador Petecão, o mesmo afirmou durante a inauguração que fará outra para a cobertura a fim de prolongar a vida útil da quadra. Outra contestação por parte do Vereador é que alguns colegas afirmam que a biblioteca do bairro da praia foi construída em cima de um bueiro o que segundo ele, não condiz com a verdade.

Visitando a comunidade do Boto o Vereador disse ter encontrado a população apreensiva porque o IMAC passou por lá proibindo a derrubada. Solicitou que seus congêneres dividissem a responsabilidade com ele afirmando que quem brocou até 3 hectares pode derrubar para assumirem as consequencias, porque para o Vereador é inadmissível um pai de família não poder plantar para subsistência e poder sustentar sua família.

O Vereador Sidenir finalizou afirmando que não vai aceitar mais a administração sem um Secretário de agricultura específico para a pasta.
 

Assecom
Compartilhar no Google Plus

Sobre Câmara de Tarauacá

Redatora do blog, Publicitária
    Comentário do Blogger
    Comentário do Facebook